A Tailândia é um país localizado na Ásia que vem cada vez mais tem atraído os olhares dos turistas. Lugar de praias paradisíacas, de beleza e costumes únicos, tem sido o destino escolhido por diversos casais que desejam se casar.

Por que na Tailândia?

O local paradisíaco de beleza estonteante e paisagens de tirar o fôlego chamam muito a atenção dos casais que desejam escolher um lugar especial para realizar o enlace matrimonial. Sendo assim, muitas pessoas tem o sonho de casar na Tailândia.

O país asiático é dono de sabores, aromas e paisagens muito além do que se pode imaginar. Praias como a de Koh Phi Phi e de Phuket influenciam bastante no processo de escolha da viagem a ser feita, e, consequentemente, na escolha do local onde a cerimônia será realizada. As paisagens exuberantes, a fina areia e as águas claras conquistam cada vez mais os olhares dos casais.

Em geral, os casais que escolhem a Tailândia como destino para realizar os casamentos, o fazem pela beleza do local e que, apesar de toda a beleza, realizam cerimônias simples e cheias de significado.

Alguns casais relatam que é muito mais simples realizar uma cerimônia na Tailândia do que no Brasil, por exemplo, porque as empresas organizam tudo de forma rápida e mais facilitada, com preços mais acessíveis, em contraste com as cerimônias brasileiras, que geralmente pedem uma quantidade significativa de convidados e acabam custando mais do que uma cerimônia no exterior.

 

Como chegar à Tailândia?

Diversos sites de viagens oferecem seus serviços para quem deseja viajar para o país. É preciso saber que não há pontes diretas entre o Brasil e a Tailândia, então se você é viajante, deve sempre procurar por pontes que facilitem o acesso e que também pesquisar pelas empresas que fornecem os melhores preços e serviços. As companhias aéreas mais utilizadas são a British AirWays, Emirates e Air France.

Ao chegar em terras tailandesas, não basta ter em mente casar na Tailândia. É também importante saber quais os principais meios de transporte utilizados e como circular de um local a outro.

Existem sistemas de transporte público que podem vir a ser utilizados e ferrovias para quem deseja desfrutar de longos e divertidos passeios – porém, sem grande conforto. Para quem deseja circular com mais facilidade de um local a outro pode também fazer aluguel de carros ou motos, uma opção para quem quer chegar aos locais de destino com mais rapidez.

É importante ressaltar que o inglês pode não é uma língua reconhecida em todos os lugares, sendo o tailandês a língua oficial adotada. Além disso, é bom sejam feitas prévias para que não haja contratempos quanto ao tipo de moeda utilizada, o bath. É possível fazer a troca pela moeda nacional em casas de câmbio.

Algumas coisas devem ser destacadas para quem viaja para a Tailândia. É importante que os viajantes usem sempre protetor solar e se hidratem bastante, visto que o clima quente pode causar desidratação em quem não está adaptado ao clima da região. Dê preferência às roupas leves e faça uso de chapéus para proteger-se do sol.

Muito útil aos viajantes, também, é fazer um seguro de viagem, que no Brasil é regulamentado pelo SUSEP – Superintendência de Seguros Privados. Os seguros cobrem vários tipos de contratempos que podem acontecer, como a necessidade de atendimento médico e hospitalar de urgência, transporte para se chegar a hospitais, extravios de bagagens e perda de documentos, por exemplo.

 

Como organizar o casamento na Tailândia?

Os serviços oferecidos pelas empresas prometem colaborar para que casar na Tailândia possa sair como num conto de fadas. Existem sites de empresas que fornecem pacotes para os casais escolherem o que mais lhe atraem.

No topo de todas as cerimônias, estão as que são organizadas na beira das praias, com direito a uma decoração regada a muitas flores, refeições de acompanhamento e um celebrante para realizar a troca de votos. Ainda nos pacotes oferecidos, os casais ainda podem fazer escolhas extras que não foram colocadas previamente no pacote de escolha.

As empresas que realizam os casamentos cuidam de todos os detalhes para que os noivos possam desfrutar da viagem e do casamento sem preocupações. Dentre os serviços oferecidos, as empresas cuidam do transporte dos convidados até o local da cerimônia, da estrutura que será colocada na praia para a realização do enlace, da decoração, dos músicos que irão tocar e mesmo do ensaio fotográfico após a cerimônia.

Para os casais que trouxeram mais convidados, há a opção de realizar festa após a cerimônia, com pacotes de comidas e bebidas e músicas, tudo personalizado e de acordo com as preferências dos noivos. É possível reservar o local já estando em viagem; em geral, os tailandeses são receptivos aos visitantes e não existem grandes dificuldades para negociar pacotes como esse.

Ainda assim, para aqueles não fez os orçamentos previamente para casar na Tailândia com as empresas que organizam casamentos, também é possível realizar a cerimônia. Existem hotéis que oferecem o espaço para que isso possa acontecer, tudo de forma rápida e sem dores de cabeça.

Por fim, quanto à validade do matrimônio feito, há meio de fazer com que o casamento seja válido dentro do Brasil, sendo o registro feito de forma não muito diferente dos casamentos realizados no civil aqui no Brasil, mediante pagamento.

Melhor período do ano para se casar na Tailândia

O clima das terras tailandesas é tropical e bastante quente. Há épocas em que o clima está bastante seco e fases em que o clima fica bastante chuvoso, podendo ocorrer chuvas torrenciais, por conta de um sistema de monções, ou seja, há a alternância entre o tempo seco e o úmido.

Por isso, é bom que quem queira viajar para a Tailândia escolha uma época em que as chuvas não estão dominando a região, uma vez que chuva em demasiado mina os passeios que possam vir a ser feitos e a beleza do local pode não ser apreciada em toda a sua totalidade.

Em termos gerais, os meses mais indicados para viajar para o país estão entre novembro e fevereiro, épocas em que o clima está mais seco e o foco de chuvas não é tão grande.

Acompanhe nossas postagens e descubra ainda mais coisas, que vão além de um casamento perfeito na Tailândia.

Documentação necessária

Consiga uma Declaração de Liberdade de Casamento na embaixada ou consulado de seu país em Bangkok. Essa declaração confirmará que você é livre para se casar.

  • Caso dois estrangeiros estejam se casando, o país de origem de cada um deve emitir uma declaração confirmando sua liberdade para casar. Normalmente, basta apresentar um passaporte válido para a emissão, mas os requisitos variam de acordo com a nacionalidade. Caso você seja divorciado ou seu cônjuge tenha falecido, a cópia do divórcio original ou a certidão de óbito deve ser apresentada.
  • Caso o estrangeiro esteja se casando com um cidadão tailandês, é necessário apresentar o Registro de Identificação Nacional Tailandês e o documento de Registro de Residência (o livro azul)
Traduza a Declaração de Liberdade de Casamento para o tailandês.
Legalize a Declaração de Liberdade de Casamento no Ministério de Relações Exteriores.
Registre o casamento em um cartório local (conhecido como amphur) para validá-lo legalmente.
O certificado de casamento, em tailandês, será emitido.
Traduza o certificado para português ou inglês.
Certifique a tradução no Ministério de Relações Exteriores.
Informe o casamento em um cartório nacional, na embaixada ou no consulado da Tailândia.

Dicas

  • Certifique-se de que ambas as partes atendam aos requisitos mínimos de idade. A idade mínima para cidadãos tailandeses é de 17 anos, mas é necessário o consentimento escrito dos pais caso a pessoa tenha menos de 20 anos. Para estrangeiros, se aplicam os requisitos de idade do país de origem.
  • Os documentos em idiomas estrangeiros (como a documentação do divórcio) devem ser traduzidos para o inglês, pelo menos.

Avisos

  • Caso uma das partes seja casada em outro país, não será possível se casar na Tailândia.
  • A Tailândia não reconhece o casamento de mesmo sexo.

 

Leave a comment

Assine nossa Newsletter

Projeto Noiva Fit© 2019. Todos os Direitos Reservados.